Revista Virtual de Artes, com ênfase na pintura do século XIX

Posts com tag “Rubem Alves

Temas da Pintura: Borboletas

“A alma é uma borboleta…
há um instante em que uma voz nos diz
que chegou o momento de uma grande metamorfose…"
Rubem Alves

paoletti_antonio_a_venetian_balcony

ANTONIO PAOLETTI


Hugues Merle _ The Butterfly

HUGUES MERLE


Émile Vernon (1872 - 1919) - Butterflies of Love, 1911

ÉMILE VERNON


Winslow Homer _ butterfly girl  Emile-Eisman-Semenowsky-Catching-Butterflies 

WINSLOW HOMMER                                                                                                  EMILE-EISMAN SEMENOWSKY


     

frederick morgan_The butterflyJohann Georg Meyer von Bremen (1813 - 1886) - The butterfly, 1878

FREDERICK MORGAN                                                                           JOHANN GEORG MEYER VON BREMEN



Eternidade

George Arthur Gaskell (1871-1900) - Rising Spring

“O que a memória ama fica eterno”.


Rubem Alves (Boa Esperança, MG, 15 de setembro de 1933 — Campinas, SP, 19 de julho de 2014)

Pintura: George Arthur Gaskel (Inglaterra, 1871-1900)


“A saudade mata a gente”…

memories-1896-George Henry Boughton

Saudade é um buraco dolorido
na alma. A presença de uma
ausência. A gente sabe que
alguma coisa está faltando. Um
pedaço nos foi arrancado. Tudo
fica ruim. A saudade fica uma
aura que nos rodeia. Por onde
quer que a gente vá, ela vai
também. Tudo nos faz lembrar
a pessoa querida. Tudo que é
bonito fica triste, pois o bonito
sem a pessoa amada é sempre
triste. Aí, então, a gente
aprende o que significa amar:
esse desejo pelo reencontro
que trará a alegria de volta.
A saudade se parece muito
com a fome. A fome também é
um vazio. O corpo sabe que
alguma coisa está faltando.
A fome é a saudade do corpo.
A saudade é a fome da alma.

Rubem Alves

Pintura: George Henry Boughton


“Penso, logo existo”… – Galeria 2

"Penso, logo existo. Estou onde penso":
assim ensina a filosofia. Na poesia e na
psicanálise esse mundo se inverte. "onde eu
penso, lá não estou. Estou onde não penso.
As palavras que sei não são a minha
verdade. Meu ser mora no lugar do
esquecimento."
Rubem Alves

Federico Andreotti (1847 - 1930) - Reflections at duskWoman in White by Guillaume Seignac (french, 1870-1924)

FEDERICO ANDREOTTI                                                                GUILLAUME SEIGNAC


Adolf Theer - Portrait of a Dreamy Young Woman in a Green Striped Dress, Sitting by a Jewellery Case (1850)The Monk-Inok - 1897 - Konstantin Savitskiy (russian painter)

ADOLF THEER                                                                              KONSTANTIN SAVITSKY


Lidderdale_Charles_Sillem (1831-1895)_Pensierosaa-pensive-moment-Gustave-Jean-Jacquet (2)

CHARLES SILLEM LIDDERDALE                                                            GUSTAVE JEAN JACQUET


43.william-oliverAlbert Ritzberger (1853 - 1915) - A pensive moment, 1891

WILLIAM OLIVER                                                                        ALBERT RITZBERGER



“ A saudade mata a gente”…

Francis Danby-Disappointed Love

Sou pedra. Escrevo pássaro. Sou tristeza.

Escrevo alegria. A poesia é sempre o reverso

das coisas. Não se trata de mentira. É que

somos seres dilacerados. O corpo é o lugar

onde moram as coisas amadas que nos

foram tomadas, presença de ausências, daí

a saudade, que é quando o corpo não está

onde está.

Rubem Alves

Pintura: Francis Danby (Pintor irlandês, 1793 – 1861)


O belo e a esperança…

“O belo é aquilo que podemos ser

E a esperança é nada mais que a

fidelidade a essa possibilidade que

dorme silenciosa em todos…”

(Rubem Alves)

A Wooded Path In Autumn-HansAnderson-Brendekilde


A alma…

Evening at the Lake - Robert Zund (swiss-painter-19sec)

A alma é um cenário.
Por vezes, ela é como uma manhã
brilhante e fresca, inundada de alegria.
Por vezes ela é como um pôr do sol…
triste e nostálgico.

Rubem Alves

Pintura: Robert Zund


A alma…

sea-r1

A alma é um cenário.
Por vezes, ela é como uma manhã
brilhante e fresca, inundada de alegria.
Por vezes ela é como um pôr do sol…
triste e nostálgico.

Rubem Alves


Mora em nós…

melancholy-Louis-Jean-François-I-Lagrenee

“Mora em nós a madrasta (a ser perdoada).

Mora em nós a criança perdida (cujo nome se ouve noite adentro).

Mora em nós este imenso maternal vazio,

que acalenta os nossos sonhos, em cujo colo adormecemos.”

Rubem Alves


Temas da Pintura: A “melhor” idade..

“ETERNIDADE é o tempo quando o longe fica perto”.

Rubem Alves

axel-borg

AXEL BORG


josef-wagner-holenberg--

JOSEF WAGNER HOLENBERG


Bundy_Edgar_Old_Cronies_1888

EDGAR BUNDY


CharlesSpencelayh3FailingMemories_Spencelayh

CHARLES SPENCELAYH


Charlemont_Eduard_The_Music_Lesson

EDUARD CHARLEMONT


IsidorKaufmannIsidorKaufmann1

ISIDOR KAUFMANN


françois-brunnery9-

FRANÇOIS BRUNNERY


Guy-Seymour-Joseph-A-Woman-s-Work-is-Never-Dones Charles Edward Wilson (British painter, 1854-1941) Making a Patchwork Quilt

SEYMOUR JOSEPH GUY                                                                                    CHARLES EDWARD WILSON


OttoStrutzel

OTTO STRUTZEL


santiago-rusinol-

SANTIAGO RUSINOL


dubois-l.

L.DUBOIS


LouisCMoeller1

LOUIS C MOELLER


LouisCMoeller5

LOUIS C MOELLER