Revista Virtual de Artes, com ênfase na pintura do século XIX

“A saudade mata a gente”…

memories-1896-George Henry Boughton

Saudade é um buraco dolorido
na alma. A presença de uma
ausência. A gente sabe que
alguma coisa está faltando. Um
pedaço nos foi arrancado. Tudo
fica ruim. A saudade fica uma
aura que nos rodeia. Por onde
quer que a gente vá, ela vai
também. Tudo nos faz lembrar
a pessoa querida. Tudo que é
bonito fica triste, pois o bonito
sem a pessoa amada é sempre
triste. Aí, então, a gente
aprende o que significa amar:
esse desejo pelo reencontro
que trará a alegria de volta.
A saudade se parece muito
com a fome. A fome também é
um vazio. O corpo sabe que
alguma coisa está faltando.
A fome é a saudade do corpo.
A saudade é a fome da alma.

Rubem Alves

Pintura: George Henry Boughton

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s