Revista Virtual de Artes, com ênfase na pintura do século XIX

BIOGRAFIAS

GALERIA: Raimundo de Madrazo Y Garreta (Espanha, 1841-1920) – Modelo: Aline Masson

Aline Masson with a white mantilla (c.1875)-Raimundo de Madrazo y Garreta (2)

r-madrazo-portrait AlineMasson (2)

Portrait Of Aline Masson - Raimundo de Madrazo y Garretaraimundo-de-madrazo-aline-manson

retrato de aline masson-raimundo de madrazo-y-garreta

Portrait of Aline Mason in Blue by Raimundo Madrazo

aline-raimundo de madrazo

a moment of reflection-raimundo de madrazo-y-garreta

Aline holding a hat by Raimundo de Madrazo y Garreta (Spanish painter, 1841-1920)

2016_NYR_12143_0042_000(raimundo_de_madrazo_y_garreta_the_pink_dress)

Raimundo de Madrazo (spanish, 1841-1920)-Aline with guitarALINE CON ALBANICO (ALINE WITH A FAN)-R.Madrazo (1841-1920, spanish)

Mais: Museu do Prado


Sobre o artista:

raimundo de madrazo-retrato

Raimundo de Madrazo Y Garreta (Roma, Itália, 24 de junho de 1841 – Versalhes, França, 15 de novembro de 1920)

Importante pintor realista espanhol do século XIX. Foi também crítico, colecionador de arte e um dos primeiros a trabalhar com fotografia na Espanha.
Recebeu sua primeira formação artística no estúdio de seu pai, Federico de Madrazo y Kuntz e de seu avô, José de Madrazo, renomados pintores. Estudou na Academia Real de Belas Artes de San Fernando (Madri), com Luis Carlos de Ribera e Carlos de Haes, completando sua formação em Paris em 1860, com Léon Cogniet.
Ele parecia destinado a continuar a tradição da família – a pintura acadêmica –, no entanto, devido à influência dos pintores Alfred Stevens e  Mariano Fortuny (seu cunhado), trocou a pintura histórica ( “Chegada à Espanha do corpo do Apóstolo São Tiago” de 1858 e “Ataulfo” de 1860, como exemplos) pela cenas de gênero e retratos.
Em 1866, com Fortuny e Eduardo Rosales visitou Roma e os Estados Unidos.  Em 1882, com Giuseppe De Nittis, Alfred Stevens e o dono de galeria, Georges Petit, co-fundou a Exposição Internacional de Pintura, destinadas a promover artistas estrangeiros em Paris, cidade onde viveu boa parte de sua vida. 
Seu trabalho mereceu prêmios nas exposições e salões nacionais: uma medalha de primeira classe em 1878 e a nomeação para a Legião de Honra por sua participação (medalha de ouro) na Exposição Universal de Paris, concedida pelo governo francês, em 1889.
Considerado um dos melhores retratistas de sua geração, seu elegante e cuidadoso realismo,  o completo domínio da técnica e uma refinada paleta cromática, fez com que sua obra tivesse grande reconhecimento por parte da clientela burguesa de sua época
.



Trio: Gustave Jean Jacquet (França)

Gustave Jean Jacquet (French, 1846-1909) A Young Beauty with Silk Cape

tete de fautaine-Gustave Jean Jacquet (french, 1846-1909)

young girl with red dress-Gustave Jean Jacquet (french, 1846-1909)

GUSTAVE JEAN JACQUET
(Paris, França, 25 de maio de 1846 – Paris, França, 12 de julho de 1909)

MAIS: GALERIA E BIOGRAFIA



Trio: Johann Adam Siepen (Alemanha)

adam siepen-

Adam Siepen (german, 1851-1904)

2.Adam Siepen (german, 1851-1904)

JOHANN ADAM SIEPEN

(Duren, Alemanha, 8 de junho de 1851 – Dusseldorf, Alemanha, 27 de janeiro de 1904)

 

Deficiente físico (não tinha braços nem a coxa da perna direita), usava o pé esquerdo para as atividades diárias e desenhava com precisão incomum. Estudou na Academia de Pintores de Dusseldorf (tendo como professores Julius Roeting e Andreas Müller), na Academia de Artes de Dresden e na Academia de Arte de Munique antes de se estabelecer em Dusseldorf em 1886. Pintou retratos para clientes na Alemanha, Espanha e EUA, tendo se especializado em retratos ciganos.



Galeria: Francis Coates Jones (EUA)

Coates Jones, Francis (1857-1932) A quiet time

Francis Coates Jones - Sappho

FRANCIS COATES JONES, American (1857-1932)-springtime

FRANCIS COATES JONES, American (1857-1932), An Afternoon Reading

francis coates jones (american)jpg

FRANCIS COATES JONES, American (1857-1932), Two Women in a Garden

Francis Coates Jones

FRANCIS COATES JONES American (1857-1932) A Gift of Flowers

FRANCIS COATES JONES, American (1857-1932)-music

FRANCIS COATES JONES AMERICAN 1857 - 1932 LADY WITH A TAMBOURINEClassical Maiden by Francis Coates Jones (1857-1932)on-the-terrace-Francis-Coates-Jones

francisc coates jones-2

FRANCIS COATES JONES AMERICAN 1857 - 1932-grecian girls

FRANCIS COATES JONES
(Baltimore, Maryland, EUA, 1857 – Nova Iorque, EUA, 1932)

Pintor figurativo, ilustrador e muralista, especializado em cenas de gênero ambientadas em interiores, era o irmão mais novo de Hugh Bolton Jones, que também se tornou um famoso pintor paisagista e com quem ele fez algumas obras colaborativas.

Interessou-se pelas artes aos dezenove anos, após uma viagem ao estrangeiro em 1876 com seu irmão. Primeiro visitaram a Inglaterra, depois a colônia de artistas em Pont-Aven, na província francesa da Bretanha, onde havia muitos artistas americanos. Em 1877 vai a Paris e se matricula na prestigiosa École des Beaux-Arts. Em 1878, os dois irmãos fazem uma visita breve à Espanha e Marrocos. Em seu retorno a Paris, passa a estudar na Académie Julian, sob William-Adolphe Bouguereau e Jules Joseph Lefebvre. Com exceção de uma viagem de seis meses a Baltimore, Jones permaneceu na Europa por cinco anos.

Após seu retorno à América em 1881, trabalhou por um ano no estúdio de arte de seu irmão em Nova Iorque e foi eleito membro da progressista Society of American Artists. Depois de nova visita à França, se estabelece definitivamente em Nova York em 1884.

Na década de 1890, fez ilustrações de revistas e pinturas murais e ensinou na Academia Nacional de Desenho, tendo sido eleito membro efetivo em 1894. Lecionou na Academia por mais de trinta anos. Suas primeiras obras sempre tiveram objetos e fantasias da antiguidade clássica, depois mulheres envolvidas em tarefas domésticas ou no lazer e por último, obras influenciadas pelo impressionismo



Trio: Edwin Harris (Reino Unido)

2.edwin harris

Portrait-of-a-mother-and-daughter-reading-a-book-Edwin-Harris (british)

Edwin Harris, RBSA (British, 1855-1906) - The Limpet gatherer

EDWIN HARRIS
(Ladywood, Birmingham, Reino Unido, 1855 – Cleeve Prior, Reino Unido, 1906)

Ingressou na School of Art aos 14 anos, onde estudou com Walter Langley e William Arthur Breakespeare. Passou a lecionar na escola por dois anos depois de completar seus estudos. Em 1880, ingressou na Academia de Verlat em Antuérpia, onde conheceu Frank Bramley e William Wainwright e, como muitos artistas de seu círculo, passou a morar na Bretanha.
Em 1881 e 1882 visitou Newlyn e, em 1883 se estabeleceu na aldeia, ali permanecendo por doze anos. Reconhecido como um dos pioneiros da Newlyn School, foco da pintura moderna na Grã-Bretanha, ele e sua esposa (a sobrinha de um influente negociante de arte) logo foram figuras-chave da colônia.
Em 1887, após a morte prematura de sua esposa, Harris começou a passar o tempo longe de Newlyn e a deixou para sempre em 1895.  Casou-se novamente e passou a pintar retratos em Cardiff, Newport e Bristol. Retornou a Birmingham em 1898, abrindo um estúdio em Norwich Union Chambers antes de se estabelecer em Cleeve Prior, onde morreu.
Foi eleito Associado em 1885 e membro em 1886 da Royal Birmingham Society of Artists.



Galeria: Edwin Thomas Roberts (Reino Unido)

edwin thomas roberts-The Flirtatious Fisherman

Edwin Thomas Roberts (1840-1917) A New Suitor2.edwin thomas roberts (british, 1840-1917)

22.edwin-thomas-roberts10.edwin-thomas-robertsedwin-thomas-roberts-7-30.edwin-thomas-roberts

EDWIN THOMAS ROBERTS
(Londres, Inglaterra, 1840 – 1917)

Filho do pintor de gênero Thomas Edward Roberts (1820-1901), de 1862 a 1886 expôs regularmente na "Suffolk Street" e na "Royal Academy" de Londres. Dono de um estilo “quase cômico”, enormemente popular com o público vitoriano à época, ainda hoje é amplamente admirado.



Trio: Alexander Mark Rossi (Grécia-Inglaterra)

alexander m rossi-3

2.ALEXANDER MARK ROSSI (BRITISH, 1840-1916)4.ALEXANDER MARK ROSSI (BRITISH, 1840-1916)

ALEXANDER MARK ROSSI
(Corfu, Grécia, 1840 – Golders Green, Londres, Reino Unido, 9 de janeiro de 1916)

Ativo em Londres de 1870 a 1903

Pintor de cenas de gênero da sociedade burguesa, imagens sentimentais de crianças e retratos à maneira dos pré-rafaelistas. Era filho de um italiano que foi um dos três juízes que presidiram as Ilhas Jônicas durante o tempo do domínio britânico, Dr. Mark Rossi. Em visita a Preston, Inglaterra, em 1866, conheceu e mais tarde se casou com Jane Gillow, tendo permanecido no Reino Unido depois disso. Na década de 1870 mudou-se para Londres. Entre 1871 e 1903, exibiu 66 trabalhos na "Royal Academy" e também foi membro do "Hogarth Club". Em 1902, após a morte de sua primeira esposa, casa-se novamente com Silvia Tassart. Ele morreu em Golders Green, Londres, em 9 de janeiro de 1916.



Galeria: Jane Maria Bowkett (Inglaterra)

jane maria bowlett (british, 1837-1891) (2)jane maria bowlett(english,1837-1891)

Jane Maria Bowlett (British, 1837-1891)jane maria bowkett-2

Ophelia, by Jane Maria Bowkett (british, 1839-1891)

Ofélia, personagem de Shakespeare


2011-Christies-(jane_maria_bowkett_time_for_tea)2013_CSK_08981_0093_000(jane_maria_bowkett_looking_out_for_papa)

'In the Nursery' – two little girls and mother'Watching Ships' – a family on clifftop'The Donkey Ride' – little girl on a donkey

JANE MARIA BOWKETT

(Reino Unido, 1837-1891)
(ativa de 1861 a 1886)

Pintora de gênero, cenas domésticas e cenas costeiras, muitas vezes inspirou-se em Shakespeare e pintou personagens e cenas de suas peças, possivelmente motivada pelos seguidores dos pré-rafaelitas. De 1860 a 1885, exibiu-se na “Royal Academy”, na “Suffolk Gallery” e na “Royal Society of British Artists” de Londres. Era esposa de Charles Stuart, pintor conhecido por suas telas de naturezas mortas, flores e paisagens.



Galeria: Jules-Cyrille Cavé (França)

Jules Cyrille Cavé (French, 1859-1940) Portrait of a girl with cherry blossomjules-cyrille cave-gathering daisies)Jules-Cyrille Cavé (1859-1949) The Rose. 1903Jules Cyrille Cave-Portrait-of-a-Young-GirlJules-Cyrille Cavé_young girl with curly hair

Jules-Cyrille Cavé (French, 1859-1949) Cirl with a Bouquet of Daisies. 1897

JulesCyrille_Cave-TheFlowerGirl,1897jules cyrille cavé-day-dreams-Jules Cyrille Cavé (2)CAVE, Jules Cyrille

JULES-CYRILLE CAVÉ
(Paris, França, 4 de janeiro de 1859 – Paris, França, 12 de maio de 1949)

 
Pintor acadêmico de retratos, temas religiosos e alegóricos, cenas de gênero e naturezas-mortas.
Estudou em Paris com Tony Robert-Fleury (1837-1912), um pintor de gênero histórico e professor da "Académie Julian" e também com William-Adolphe Bouguereau (1825-1905), que teria uma influência significativa em sua carreira.
Obteve um sucesso precoce em 1886, sendo premiado com uma medalha de 3ª classe e se tornando um membro do "Sociétaires des Artistes Français" em 1887 e medalhas de bronze, em 1889 e 1900.



Um autor, duas obras: Edwin Longsden Long (Reino Unido)

Edwin Long-the mandolin player 1886

Edwin Longsden Long-an egyptian girl with a sistrum

EDWIN LONGSDEN LONG
(Bath, Reino Unido, 12 de julho de 1829 – Hampstead, Reino Unido, 15 de maio de 1891)

Pintor de retratos, cenas de gênero, bíblicas e obras orientalistas. Filho de um artista, estudou arte no Museu Britânico, em Londres. Viajou para a Espanha (com o amigo e pintor John Phillip), onde produziu obras influenciado pelas pinturas de Velasquez e outros mestres espanhois. Ao visitar a Síria e o Egito, passou a produzir cenas românticas orientais. Em 1876 foi eleito membro da Real Academia, tornando-se um acadêmico em 1881. Seus anos mais prolíficos foram de 1870 a 1880. Suas imagens combinavam com o gosto e apelavam para o sentimento religioso de grande parte do público e teve sua popularidade aumentada com uma ampla circulação de gravuras.


Trio: Edward Killingworth Johnson (Reino Unido)

4.Edward Killingworth Johnson (british,1825 - 1896)E_K_Johnson_For_You

Lady-in-a-Garden-Edward-Killingworth-Johnson-Oil

EDWARD KILLINGWORTH JOHNSON
(Stratford-Le-Bow, próximo a Londres, Reino Unido, 30 de maio de 1825 – Essex, Reino Unido, 7 de abril de 1896)

Pintor (principalmente de aquarelas), ilustrador e gravador autodidata, desde cedo demonstrou talento para as artes. Começou a pintar profissionalmente por volta de 1863. Em 1866 se tornou associado da Sociedade de Pintores em Aquarelas, tornando-se membro efetivo em 1876. Residiu em Londres até 1871 e depois em uma pequena propriedade de família em Halstead, Essex.


Trio: Hans Hassenteufel (Alemanha)

hans hassenteufel (1887-1943)hans hassenteufel-andalucian beauty-hans hassenteufel-

HANS HASSENTEUFEL
(Hamburgo, Alemanha, 27 de janeiro de 1887 – Munique, Alemanha, 15 de agosto de 1943)

Hassenteufel teve aulas particulares com Rudolf Jacob Zeller em Hamburgo, na Escola de Pintura Walter Thor e na Academia Real em Munique, com Peter Halm e Franz von Stuck. Após os estudos permaneceu em Munique, onde pintou retratos de mulheres (muitas delas orientais) e nus femininos. Seus trabalhos foram bastante divulgados, impressos na forma de cartões postais.


Galeria: Francesco Ballesio (Itália)

FRANCESCO BALLESIO
(Turim, Itália, 1860 – Tívoli, Itália, 1923)

 

Pintor orientalista e de costumes, estudou na Academia Albertina de Turim e completou seus estudos em Roma, cidade onde passou a maior parte de sua vida. A maioria de suas obras são aquarelas representando cenas campestres de Roma, mas sua popularidade deve-se mais às suas cenas orientais. Baseava suas pinturas em fotografias e gravuras, uma vez que jamais visitou o Oriente. Expôs na Exposição Internacional de Roma, em 1883. Em 1912 se instalou em Tívoli, onde permaneceu até sua morte em 1923.

GALERIA FRANCESCO BALLESIO

a flirtatious moment-francesco ballesiomusic makers-francesco ballesio (italian, 1860-1923)


PINTURAS ORIENTALISTAS

Francesco Ballesio-The Pottery Sellers

4.francesco ballesio-the pottery seller

Francesco-Ballesio-At-The-Bazar-1francesco ballesio-Two harem girls on a terrace, Constantinople-Francesco BallesioFrancesco Ballesio (1860-1923) ReflectionA Reflection of Harem Beauty.Francesco ballesiojpg

la musicienne - francesco-ballesio-italian,1861-1923

An Oriental Beauty at Rest_Francesco BallesioFrancesco_Ballesio-odaliscaan idle afternoon-francesco ballesioodalesque-francesco-ballesiodancing in the harem-francesco ballesio (italian, 1860-1923)the dance-francesco ballesiothe oriental dancer-francesco ballesio


Trio: Carl (Karl) Probst (Áustria)

Carl Probst (austrian, 1854-1924)

venetian lady-1887-Carl Probst

(At the start I almost wanted to despair, and I thought I’d never bear it…) (1885). Carl Probst (Austrian, 1854-1924)

CARL (KARL) PROBST
(Viena, Áustria, 30 de junho de 1854 – Viena, Áustria, 2 de dezembro de 1924)

Pintor e aquarelista, muito conhecido em Viena no final do século XIX e início do século XX. Pintou retratos, cenas de gênero e naturezas-mortas.
Foi aluno de H. von Angeli, na "Akademie der Bildenden Künste" em Viena e continuou seus estudos com Diez, em Munique. Viajou para a Itália (Roma), Inglaterra, Holanda, Bélgica, Alemanha, França, Grécia e Turquia. Seus trabalhos foram exibidos nas maiores exposições da Europa e dos EUA, tendo sido premiado com uma medalha de ouro pelo trabalho "Portrait of Sister" na Exposição da Filadélfia, em 1878. Nesse ano, também realizou uma exposição em Paris.


Galeria: Os irmãos Augustus, Agnes e Gustavus Bouvier (Inglaterra)

AUGUSTUS JULES BOUVIER
(Inglaterra, Reino Unido, 1827 – Londres, Reino Unido, 1881)

Pintor de cenas de gênero e de retratos femininos, foi um dos primeiros artistas conhecido por suas exibições na Real Academia de Londres. Estudou  em Londres e complementou os estudos na França e na Itália. Também produziu miniaturas e aquarelas. Seu estilo se relaciona tanto com a pintura acadêmica vitoriana quanto com os pré-rafaelitas.

13.a jules bouvier5.a jules bouvier

36.a jules bouvierAugustus Jules Bouvier (british,1827-1881)Augustus Jules Bouvier NWS, French 1825-1881- Female allegorical figureAugustus Joules Bouvier (1825-1881),the flower maiden-1867a jules bouvier-2AUGUSTUS JULES BOUVIER (BRITISH 1825-1881)-the token2.a jules bouvier12.a jules bouvier

10.a jules bouvier


AGNES ROSE BOUVIER NICHOLL

(Londres, Inglaterra, 1842-1892)

Artista inglesa conhecida especialmente por suas aquarelas de cenas rústicas com crianças, filha do também pintor Jules Bouvier (francês de nascimento e estabelecido em Londres em 1818). Sua primeira exibição, uma pintura chamada "Sticks for Granny", de 1860, foi exposta em Birmingham e na "Royal Society of British Artists" em 1866. Em 1874 se casou com Samuel Joseph Nicholl, um arquiteto, e continuou se  exibindo na Academia Real, no Instituto Real de Belas Artes e na Sociedade de Artistas Femininos de Glasgow até por volta de 1893. Ela aparece no livro "English Female Artists", que lista as proeminentes mulheres inglesas pintoras até 1876, ano de sua publicação.

Little girl knitting with a kitten at her feet. Agnes Rose Bouvier (British, 1842-1892)Agnes_Rose_Bouvier03'Playing with the Rattle' – girl holding a babyGirl holding holly and mistletoe


GUSTAVUS ARTHUR BOUVIER

(Ativo de 1839 a 1888)

Gustavus Arthur Bouvier

Gustavus Arthur Bouvier (fl.1886-1884)-Scattered Pearls



Um autor, duas obras: Auguste Toulmouche (França)

1877.Auguste Toulmouche (French 1829 – 1890)The love letter-Auguste Toulmouche

AUGUSTE TOULMOUCHE
(Nantes, França, 21 de setembro de 1829 – Paris, França, 16 de outubro de 1890)

Toulmouche iniciou seus estudos de desenho e pintura em Nantes e em 1846 foi para Paris, onde tornou-se um discípulo de Marc Charles Gabriel Gleyre (1806-1874), seguidor da pintura acadêmica. Foi um artista bastante conhecido nos Salões parisienses do século XIX. Fez parte de um seleto grupo de artistas franceses como Jules Émile Saintin (1829-1894) e Charles Joseph Frédéric Soulacroix ( n.1825) que se especializaram na chamada pintura de gênero, com representações românticas da vida diária, principalmente das classes mais abastadas. Seu primeiro trabalho exposto foi no Salão de 1848. Em 1852 ganhou uma medalha de terceira classe, uma medalha de segunda classe em 1861 e uma medalha de terceira classe em 1878 (Exposição Universal). Em 1870, Toulmouche recebeu o título de Cavalheiro da Legião de Honra.


GALERIA: Alfred Stevens (Bélgica)

ALFRED ÉMILE LÉOPOLD STEVENS
(Bruxelas, Bélgica, 11 de março de 1823 – Paris, França, 29 de agosto de 1906)

Proveniente de uma família envolvida com as artes visuais: seu irmão mais velho Joseph (1816-1892) e seu filho Léopold (1866-1935) eram pintores, enquanto outro irmão Arthur (1825-1899) era um negociante e crítico de arte. Seu pai, que havia lutado nas guerras napoleônicas no exército de Guilherme I, na Holanda, era colecionador de arte.
Em 1837, após a morte de seu pai, Stevens deixou o ensino médio para começar os estudos na "Académie Royale des Beaux-Arts", em Bruxelas, onde conheceu François Navez (pintor neoclássico e ex-aluno de Jacques-Louis David), diretor da academia e um velho amigo do avô de Stevens. Em 1843, foi para Paris, juntando-se a seu irmão Joseph e foi admitido na "École des Beaux-Arts", a mais importante escola de arte de Paris, onde Ingres era então professor.
Seu primeiro trabalho exibido publicamente foi em 1851, quando três de suas pinturas foram admitidas no Salão de Bruxelas. Foi premiado com uma medalha de terceira classe no Salão de Paris em 1853, e uma medalha de segunda classe na Exposição Universal de Paris em 1855.
Duas outras pinturas exibidas no Salão da Antuérpia naquele ano, introduziram temas de "la vie moderne" (mulheres modernas e elegantes), para os quais ele ficou conhecido. Em 1858, casa-se com Marie Blanc, que veio de uma rica família belga e de velhos amigos dos Stevens. Eugène Delacroix foi testemunha na cerimônia.
Em 1863, recebeu o título de Cavaleiro (Chevalier) da Legião de Honra  do governo francês e, em 1867, ganhou uma medalha de primeira classe na Exposição Universal em Paris e promovido a Oficial da Legião de Honra.
Lutou pelos franceses durante o cerco de Paris na Guerra Franco-Prussiana, mas voltou para a Bélgica com sua esposa e família antes da Comuna de Paris. Após a guerra, Stevens continuou a ser aclamado pela crítica e teve grande sucesso com os colecionadores.
Em 1878, tornou-se Comandante da Legião de Honra e recebeu outra medalha de primeira classe e, em 1881 Grande Oficial na Ordem de Leopoldo.
Durante a década de 1880, com problemas financeiros e despesas adicionais dos verões passados à beira-mar (por recomendação médica), o artista fez um acordo com um comerciante de Paris, Georges Petit, que lhe ofereceu 50.000 francos para financiar suas férias em troca das pinturas que  produzisse durante esse período. Este acordo, que durou três anos, tornou o mar um tema importante para suas obras e durante o resto de sua carreira pintou centenas de pontos de vista de resorts populares ao longo da costa da Normandia e do Midi no sul, muitos deles pintados com influência dos impressionistas.
Em 1900 foi homenageado pela "École des Beaux-Arts", em Paris, com a primeira exposição retrospectiva já dada a um artista vivo. Apoiado por patronos liderados pela "Comtesse de Greffulhe", alcançou o prestígio social e o sucesso popular. Foi o único artista vivo autorizado a expor em uma mostra retrospectiva da arte belga em Bruxelas, em 1905. Apesar dessas exibições, não conseguiu vender o suficiente de seu trabalho para superar seus problemas financeiros.  Morreu em Paris em 1906, vivendo sozinho em quartos modestos.


GALERIA ALFRED STEVENS

Alfred Stevens (1823 - 1906) - The exotic trinket

Young woman resting in a music room- Alfred Stevens (Belgian, worked in France, 1823-1906)Alfred-Stevens-TrahiePerplexit9.Alfred Stevens_

Avant le Spectacle-Alfred Stevens

Stevens_Alfred_Sa_majeste_la_Parisienne_1880

l´emotionnée_Alfred Stevens

7-alfred-stevensthe letter-alfred stevens-a paris -le bibelot-Alfred StevensAlfred Stevens (1823-1906) La neigeALFRED STEVENS, Eva Gonzalèz no Piano, 1879Alfred Stevens - memories and regretspensive-alfred stevens6.Alfred Stevens (Belgian 1823-1906)

MAIS PINTURAS: ALFRED STEVENS