Anúncios

Revista Virtual de Artes, com ênfase na pintura do século XIX

Posts com tag “Pintores americanos

Um autor, duas obras: Thomas Wilmer Dewing

ThomasWDewing2

the singer-thomas wilmer dewing

THOMAS WILMER DEWING

(Boston, EUA, 4 de maio de 1851 – Nova Iorque, EUA, 5 de novembro de 1938)


Anúncios

Trio: John George Brown (EUA)

John-George-Brown-Face-to-face

my best friend-john george brownJOHN george brown-best friends

JOHN GEORGE BROWN
(Durham, Inglaterra, 11 de novembro de 1831 – Nova Iorque, 8 de fevereiro de 1913)



Um autor, duas obras: Elihu Vedder (EUA)

elihu-vedder-1836-1923elihu-vedder-1836-1923.-dama-com alaúde

ELIHU VEDDER
(Nova Iorque, EUA, 26 de fevereiro de 1836 – Roma, Itália, 29 de janeiro de 1923)

Pintor e ilustrador romântico, cuja reputação é baseada principalmente em pinturas derivadas de sonhos e fantasias.
Depois de estudar em Paris (1856 a 1861), Vedder retornou aos Estados Unidos no início da Guerra Civil e passou a ilustrar quadrinhos e desenhar para a revista “Vanity Fair”. Durante esse período de dificuldades, Vedder concebeu obras fantásticas e melancólicas como A Guarida da Serpente Marinha (1865) e A Mente Perdida (1864-65). Estabeleceu-se permanentemente em Roma em 1866, mas fez viagens frequentes aos Estados Unidos. Em 1884, ele ilustrou uma edição do “Rubáiyát” de Omar Khayyám, um trabalho adequado ao seu estilo imaginativo. Seu livro “Doubt and Other Things” foi publicado pouco antes de sua morte.


Trio: Daniel Ridgway Knight (EUA)

Daniel Ridgway Knight (1839-1924) Tending the flowers

ON THE TERRACE AT ROLLEBOISE_Daniel R Knight

Daniel Ridgway Knight (american, 1839-1924)_in the garden

DANIEL RIDGWAY KNIGHT

(15 de Março de 1839, Pensilvânia, EUA – Paris, França, 9 de março de 1924)


Um autor, duas obras: Julius Leblanc Stewart (USA)

portrait-of-a-lady-1892-julius leblanc stewartJulius_LeBlanc_Stewart_-_Elegante_au_sofa

JULIUS LEBLANC STEWART
(Filadélfia, Pensilvânia, EUA, 6 de setembro de 1855 – Paris, França, 5 de janeiro de 1919)


Galeria: Pintores(as) americanos do século XIX

CLARA HOFFMAN (American, 1862-1897)_flagrant flower, 1895

CLARA HOFFMAN (1862-1897)


At the Piano (1908). Frederick Childe Hassam (American, 1859-1935)

FREDERICK CHILDE HASSAN (1859-1935)


the iris_ Charles Courtney Curran

CHARLES COURTNEY CURRAN (1861-1942)


Mary Cassatt (1844-1926)
The Reader
1877
Oil on canvasThe Poppy Screen (1915). Lilla Cabot Perry (American, 1848-1933)

MARY CASSATT (1844-1926)                                                    LILLA CABOTT PERRY (1848-1933)


Nonchalance. William McGregor Paxton (American, 1869-1941)

WILLIAM MCGREGOR PAXTON (1869-1941)


Dilettante (c.1920s). Julius Rolshoven (American, 1858-1930)

JULIUS ROLSHOVEN (1858-1930)


Moses Wight (american, 1827-1895)

MOSES WIGHT (1827-1895)


Tobias Edward Rosenthal (American, 1848-1917) Portrait of a young woman with a parasol. 1879

TOBIAS EDWARD ROSENTHAL (1848-1917)


Lillian Mathilde Genth (American, 1876-1953). Flower Picking, Summer

LILLIAN MATHILDE GENTH (1876-1953)


John George Brown (1831-1913) Girl Peeling Apples

JOHN GEORGE BROWN (1831-1913)



O tempo existe…

Edward Cucuel (american, 1875-1951)-woman with a parasol_768x945

O TEMPO EXISTE
Existe um tempo que sequer sentimos,
existe um tempo que sequer pensou-se,
Existe um tempo que o tempo não trouxe,
existe um tempo que sequer medimos.
Existe mais: um tempo em que sorrimos,
diferente do tempo em que chorou-se,
e um tempo neutro: nem amaro ou doce.
Tempos alheios, nem sequer são primos!
Existe um tempo pior do que ruim
e um tempo amado e um tempo de canção,
existe um tempo de pensar que é o fim.
Tempo é o que bate em nosso coração:
um tempo acumulado em tempo-sim,
e um tempo esvaziado em tempo-não.
Francisco Miguel de Moura
de Sonetos Escolhidos

Pintura: Edward Cucuel (pintor americano, 1875-1951)


Galeria: Charles Courtney Curran (pintor americano, 1861-1942)

CHARLES COURTNEY CURRAN (Hartford, EUA, 13 de fevereiro de 1861 – Nova Iorque, EUA, 1942)

Curran nasceu em Hartford, Kentucky (EUA) e se mudou para Sandusky, Ohio, em 1881. Estudou um ano  na Escola de Desenho de Cincinatti e começou uma brilhante carreira depois de mudar-se para Nova Iorque em 1882, onde cursou a “Art Students League” e depois a “National Academy of Design”. Mais tarde, em Paris, estudou na “Académie Julian”, lá permanecendo por dois anos e tendo como professores Benjamin Constant, Jules-Joseph Lefebvre e Henri Lucien Doucet. Em 1890, conseguiu duas menções honoríficas no “Salón de Artistas Franceses”  e na Exposição Universal.

De volta a Nova Iorque, foi professor no “Pratt Institute”, na “Cooper Union” e na “National Academy of Design”.

summer-morning_Charles C Curransunny morning_1916-Charles Courtney Curran

billows-Charles C Curransunlit valley_1920-Charles Courtney Curranseptember afternoon_Charles Courtney Curranthe south wind-Charles Courtney Curran

Breeze on the Cliff

898px-Brooklyn_Museum_-_On_the_Heights_-_Charles_Courtney_Curran_-_overall

The Edge of the Woods - Charles Courtney Curran-1912CharlesCourtneyCurran-woodland_solitudeWoman in a white dress in a garden, 1918-Charles Courtney Curran (American, 1861-1942)

Charles Courtney_Curran_TheGoldenProfileCharles_Courtney_Curran_(1915)_Peoniespath-of-flowers-1919-by-charles-courtney-curran-charles

the iris_ Charles Courtney Curran