Revista Virtual de Artes, com ênfase na pintura do século XIX

Posts com tag “pré-rafaelitas

Galeria: Eleanor Fortescue-Brickdale (Reino Unido)

Eleanor Fortescue-Brickdale _Garden Fancies The Flower`s Name - 1909 watercolorQueen katharina by Eleanor Fortescue-BrickdalePortrait of Winifred Robers, 1913.- Eleanor Fortescue Brickdale (English, 1871-1945)

6.Eleanor Fortescue-BrickdaleEleanor Fortescue-Brickdale- Is She Not Pure Gold,4.Eleanor Fortescue-Brickdale5.Eleanor Fortescue-BrickdaleEleanor Fortescue-Brickdale ~ Idylls of the King by Alfred Lord TennysonEFBrickdale_Kate_Barlass_illustrationEleanor Fortescue-Brickdale ~ Guinevere ~ Idylls of the King by Alfred Lord TennysonEleanor Fortescue-Brickdale (English artist) 1872 - 1945- Abelard and Heloise, 1919, book illustrationStClare by Eleanor Fortescue-BrickdaleEleanor Fortescue Bricksdale - GuinevereEleanorFortescue-Brickdale_the_rose

Eleanor Fortescue-Brickdale _If she be not so to me, What care I how fair she be - c.1920

ELEANOR FORTESCUE-BRICKDALE
(Londres, Inglaterra, 25 de janeiro de 1872 – Londres, Inglaterra, 10 de março de 1945)

Pintora, ilustradora, aquarelista, designer, uma das artistas mais populares da era eduardiana, também identificada como a última pré-rafaelita.

Seu sucesso foi marcado por sua eleição como a primeira mulher membro do Instituto de Pintores em Óleos e primeiro membro associado da Sociedade Real de Pintores em Aquarelas em 1902. Primeiro trabalhou como ilustradora de livros, depois passou a pintar no estilo dos pré-rafaelitas e, mais tarde, com vitrais.

Iniciou sua formação artística na escola de arte local, a Crystal Palace School of Art e, em 1897, na Royal Academy de Londres. Lecionou na Escola de Arte de John Byam Liston Shaw, seu professor na academia, fundada em 1911.

A partir de 1909,  realizou uma série encomendada de vinte e oito ilustrações em aquarelas para ilustrar Idylls of the King, de Tennyson (publicado em 1913) que conta as lendas arturianas. Completou-as em 1911, quando foram exibidas.

Expôs na primeira exposição da Sociedade de Arte Gráfica em 1921.

SAIBA MAIS (em inglês): https://mydailyartdisplay.wordpress.com/2018/04/17/eleanor-fortescue-brickdale/



Trio: Ofélia por John William Waterhouse (Inglaterra)

Ofélia, personagem da obra Hamlet de William Shakespeare.

JWW_Ophelia_1889-

Versão de 1889


ophelia-1910-J W WaterhouseOphelia_1894

Versão de 1910                                                                                Versão de 1894


JOHN WILLIAM WATERHOUSE
Roma, Itália, 6 de abril de 1849 – Londres, Inglaterra, 10 de fevereiro de 1917


Um autor, duas obras: John Everett Millais (Inglaterra)

caller Herrin_John Everett Millaismessage-from-the-sea_John Everett Millais

JOHN EVERETT MILLAIS
(Southampton, Inglaterra, 8 de junho de 1829 – Londres, Inglaterra, 13 de agosto de 1896)


Um autor, duas obras: Valentine Cameron Prinsep

Valentine Cameron Prinsep (1838-1904) - In a Street in VeniceValentine Cameron Prinsep (1838-1904)- Cinderella

VALENTINE CAMERON PRINSEP
(Calcutá, Índia,  14 de fevereiro de 1838 – Londres, Inglaterra, 11 de novembro de 1904)


Trio: Sir John Everett Millais (Inglaterra)

darling-sir-john-everett-millais

John-Everett-Millais-Cherry-Ripe-1879message-from-the-sea-John Everett Millais

SIR JOHN EVERETT MILLAIS
(Southampton, Inglaterra, 8 de junho de 1829 – Londres, Inglaterra, 13 de agosto de 1896)


Trio: Pré-rafaelitas

Burne-Jones-the_mirror_of_venus

O ESPELHO DE VÊNUS

EDWARD BURNE-JONES (1833-1898)


JohnEverettMillais-RosalindInTheForest

ROSALINDA NA FLORESTA

JOHN EVERETT MILLAIS (1829-1896)


1280px-John_William_Waterhouse_Consulting_The_Oracle

CONSULTANDO O ORÁCULO

JOHN WILLIAM WATERHOUSE (1849-1917)



Uma autora, duas obras: Evelyn de Morgan

Deianira by Evelyn de Morgan 1878Naomi and Ruth (1887) - Evelyn De Morgan

EVELYN DE MORGAN
(Londres, Inglaterra, 30 de agosto de 1855 – Londres, Inglaterra,  02 de maio de 1919)


TRIO: “The lady of Shalott”, de Alfred Tennyson

the lady of shalott-Waterhouse

JOHN WILLIAM WATERHOUSE


929px-Walter_Crane_-_The_Lady_of_Shalott_-_Google_Art_Project

WALTER CRANE


1024px-John_Atkinson_Grimshaw_-_-The_Lady_of_Shalott-_-_Google_Art_Project

JOHN ATKINSON GRIMSHAW


A LADY DE SHALLOT – ALFRED TENNYSON (Somersby, Lincolnshire, Inglaterra,  6 de agosto de 1809 – Aldworth, Surrey, 6 de outubro de 1892)

É bastante conhecida a história, tomada de empréstimo a um original italiano, Donna di Scolatta, do poema de 1832 – mas revisto e muito modificado em 1842 – de Alfred Tennyson.
"The lady of Shalott" relata o modo de vida de uma dama condenada, por um encanto, a não ultrapassar os limites do próprio quarto e a não olhar diretamente o mundo fora dele, sob risco de morte imediata caso desobedecesse. Por isso ninguém a via, ninguém a conhecia em Camelot. Só ao eco de sua voz e de uma canção que chegava aos ouvidos dos ceifeiros que faziam sua colheita de cevada e sabiam tratar-se da senhora encantada de Shalott. Esta, presa à sua "ilha", dia após dia, noite após noite, vê o mundo por meio de um espelho e tece sem cessar uma teia cheia das figuras e vistas de fora que, como imagens e sombras, se refletem diante dela o tempo todo. A reclusão se mantém, não sem certo cansaço. "I am half sick of shadows", declara a solitária dama depois da visão de dois jovens amantes. Até que, um dia, o brilho de um elmo e uma armadura e a imagem de Sir Lancelot invadem de repente o espelho de cristal e a impelem a olhar para fora. Deixa a teia e o tear e vai à janela para ver, com os próprios olhos, o cavaleiro. E o mundo que não via de frente: Camelot. Nesse momento a teia foge para longe e quebram-se o espelho e o encanto. Conseqüência inevitável: a morte daquela que ousara romper o confinamento especular. E que, sem saída possível, segue em direção ao rio, onde se deixa levar para a morte por um barco em cuja proa escreve o seu nome – Lady of Shalott.

Fonte: Casa de Rui Barbosa


A lady de Shalott

Correnteza abaixo, riacho frio, para o mar,
a onda libertadora ela refere:
Não mais por ti meus passos irão,
para sempre e sempre
Corrente, doce corrente, por gramado e prado
Um riacho, então, um rio:
Agora, por ti meus passos devem ir,
para sempre e sempre

Mas aqui suspirará vosso carvalho
E aqui vosso arbusto estremecerá
E aqui por ti zumbirão as abelhas
para sempre e sempre

Milhares de sois jorrarão sobre ti,
Milhares de luas rebrilharão;
Mas não por ti meus passos irão,
para sempre e sempre.

Alfred Lord Tennyson (1809-1892)



Um autor, duas obras: Arthur Hughes

575px-Arthur_Hughes_-_April_Love_-_Google_Art_ProjectArthur Hughes - Amy. 1857. Birmingham Art Gallery

ARTHUR HUGHES
(Londres, Inglaterra, 27 de janeiro de 1832 – Londres, Inglaterra, 22 de dezembro de 1915)


Literatura e Arte: Dante e Beatriz

DANTE ALIGHIERI
(Florença, Itália, 1 de junho de 1265 – Ravena, Itália, 13 ou 14 de setembro de 1321)
Escritor, poeta e político, considerado o primeiro e maior poeta da língua italiana.
Autor de A Divina Comédia.

BEATRIZ PORTINARI (1266 – 8 de junho de 1290)

Dante Alighieri nasceu em Florença, no seio de uma família profundamente envolvida nos conflitos políticos e religiosos do período. A Itália dos séculos 13 e 14 era um tumultuado campo de batalha entre cidades poderosas e independentes. Patriotismo e lealdade eram sentimentos dirigidos não ao país, mas à cidade natal de cada um, e Dante amou sua Florença com um amor violento, possessivo e inflexível.
Aos 9 anos, contudo, Dante conheceu um tipo bem diferente de amor. Certa vez, passeando pela cidade, deparou com a figura angelical de Beatriz Portinari, filha de um rico burguês. Dante apaixonou-se de imediato – e para sempre. Começava ali o mais célebre caso de amor platônico na história. Dante jamais cortejou Beatriz, que já estava prometida a outro homem. Beatriz morreu aos 24 anos, vítima de uma doença súbita e indeterminada, e Dante passou as décadas seguintes dedicando seus sonhos e seus versos àquela semidesconhecida, com a qual não chegou a trocar, ao longo da vida, mais que um par de palavras.

LEIA MAIS 


 

Dante e Beatrice_Salvatore Postiglione (Italian, 1861-1906)

SALVATORE POSTIGLIONE


Raffaele_Giannetti_-_First_meeting_of_Dante_and_Beatrice

RAFFAELLE GIANNETTI


dante-and-beatriz--marie-spartali-stillmanAry_Scheffer_-_Dante_and_Beatrice_(1851,_Boston_museum)

MARIE SPARTALLI STILLMAN                                                                         ARY SCHEFFER


Dante_Gabriel_Rossetti_-_Salutation_of_Beatrice_-_1

DANTE GABRIEL ROSSETTI


dante-y-beatriz-henry-holiday

HENRY HOLIDAY


800px-Cristobal_Rojas_Dante y Beatriz a orillas del Leteo

CRISTOBAL ROJAS


Kate Elizabeth Bunce (1858-1927) The chance meeting

KATE ELIZABETH BUNCE



Um autor(a), duas obras: Evelyn de Morgan

Morgan_Evelyn_de_The_crown_of_Glory_1896Evelyn de Morgan (1855–1919)-Venus and Cupid on the Seashore

EVELYN DE MORGAN
(Londres, Inglaterra, 30 de agosto de 1855 – Londres, Inglaterra, 2 maio de 1919)


Temas da Pintura: A Anunciação

Annunciation by William-Adolphe BouguereauBurne-Jones-the_annunciation

WILLIAM-ADOLPHE BOUGUEREAU                                                     EDWARD BURNE-JONES


Attributed to Arthur Hacker (1858 - 1919) - The annunciationEcce Ancilla Domini! (The Annunciation), 1849-50. Dante Gabriel Rossetti (English, Pre-Raphaelite, 1828‑1882)

ARTHUR HACKER                                                                        DANTE GABRIEL ROSSETTI


The Annunciation, 1914-John-William-Waterhouse(British, 1849-1917)

JOHN WILLIAM WATERHOUSE


Beatrice Emma Parsons (1869-1955)-Annunciation

BEATRICE EMMA PARSONS


The Annunciation - George Lawrence Bulleid

GEORGE LAWRENCE BULLEID


The Annunciation - Carl Heinrich Bloch (danish)The Annunciation (1852).-by-Yakov Fedorovich Kapkov (Russian, 1816-1854)

CARL HEINRICH BLOCH                                                                           YAKOV FEDOROVICH KAPKOV



Um autor, duas obras: Valentine Cameron Prinsep

The mandolin player- Valentine Cameron PrinsepVal Prinsep-At the Golden Gate 1882

VALENTINE CAMERON PRINSEP

VAL PRINSEP
(Calcutá, India, 14 de fevereiro de 1838 – Londres, Inglaterra, 11 de novembro de 1904)


Pintores ingleses: Miscelânea – 1

The Betrothed-John William Godward

JOHN WILLIAM GODWARD


The Loves of the Winds and the Seasons, 1893-Albert_Joseph_Moore

ALBERT JOSEPH MOORE


Elsey-Arthur-John-An-Uninvited-GuestGirl_with_Dogs_1893_by_Charles_Burton_Barber

ARTHUR JOHN ELSLEY                                                                                        CHARLES BURTON BARBER


The song of the lark -Sophie Anderson

SOPHIE ANDERSON


1024px-George_Goodwin_Kilburne_Fetching_Water

GEORGE GOODWIN KILBURNE


george-dunlop-leslie-apple-dumplings

GEORGE DUNLOP LESLIE


Kennington_Thomas_Benjamin_ContemplationFrederick_Leighton_-_Memories

THOMAS BENJAMIN KENNINGTON                                                          LORD FREDERICK LEIGHTON


Apple Blossoms-John-E-Millais

JOHN EVERETT MILLAIS


john_william_waterhouse_a_tale_from_the_decameron_2

JOHN WILLIAM WATERHOUSE



Um autor, duas obras: John William Waterhouse

MIRANDA
Personagem de "A tempestade", considerada a última peça de William Shakespeare.

Sua primeira encenação foi em 1 de Novembro de 1611 no Palácio de Whitehall em Londres.

Miranda_-_The_Tempest by JohnWilliamWaterhousejohn_william_waterhouse__miranda

JOHN WILLIAM WATERHOUSE

(Roma, Itália, 6 de abril de 1849 – Inglaterra, 10 de fevereiro de 1917)


Um autor, duas obras: Sir Edward Burne Jones

Edward Burne Jones - The Wedding of Psyche

 

Burne_Jones_The_Hours

SIR EDWARD BURNE –JONES

(Birminghan, Inglaterra, 28 de agosto de 1833 – Kensington, Fulham, Inglaterra, 17 de junho de 1868)


Um autor, duas obras: John William Waterhouse

34.john-william-waterhousepsyche-entering-the-cupids-garden-john-william-waterhouse

JOHN WILLIAM WATERHOUSE

(Roma, Itália, 6 de abril de 1849 – Londres, Inglaterra, 10 de Fevereiro de 1917)


Pintura: Os pré-rafaelitas (4)

EDWARD BURNE-JONES

burne_golden1884 burne-jones king cophetua ant the beggar maidthe_wedding_of_psyche-


DANTE GABRIEL ROSSETTI

rossetti-dante-gabriel-1dante-gabriel-rossetti-a-sea-spell


JOHN EVERETT MILLAIS

Millais_John_Everett_Swallow_Swallow_1864_1John Everett Millais - Mariana in the Moated Grange


JOHN WILLIAM WATERHOUSE

Waterhouse10apollo_and_daphne

TheLadyOfShallot_1888-1



Um autor, duas obras: John Everett Millais

the-nest-MillaisMilllais-little-speedwells-darling-blue

JOHN EVERETT MILLAIS

(Southanpton, Inglaterra, 8 de junho de 1829 -  Londres, Inglaterra, 13  de agosto de 1896)


Um autor, duas obras: John William Waterhouse

Waterhouse-gather_ye_rosebuds-1909Windswept-WATERHOUSE

JOHN WILLIAM WATERHOUSE
(Roma, Itália, 6 de abril de 1849 – Inglaterra, 10 de fevereiro de 1917)


Um autor, duas obras: Edward Burne-Jones

Edward_Burne-Jones_Temperantia_187255

SIR EDWARD COLEY BURNE-JONES

(Birmingham, Inglaterra, 28 de agosto de 1833 – 17 de junho de 1898)


Um autor, duas obras: Sophie Anderson

sophie-gengembre-anderson--sophie-anderson-r4

SOPHIE GENGEMBRE ANDERSON

(Paris, França, 1823 – Falmouth, Cornwal, Inglaterra, 10 de março de 1903)


Um autor, duas obras: John Everett Millais

Millais_my_second_sermonMillais_my_first_sermon

JOHN EVERETT MILLAIS

(Southanpton, Inglaterra, 8 de junho de 1829 -  Londres, Inglaterra, 13  de agosto de 1896)


Um autor, duas obras: Evelyn de Morgan

Cassandra1-evelyn-de-morgan-Helen_of_Troy-evelyn-de-morgan-

EVELYN DE MORGAN

(Londres, Inglaterra, 30 de agosto de 1855 – Londres, Inglaterra, 2 maio de 1919)