Revista Virtual de Artes, com ênfase na pintura do século XIX

Posts com tag “FOTOGRAFIA

Fotografia: Belezas de ontem…

artnartn7artn8

music012bwgypsy021Aflower025

untamed002untamed024

lady14AlexGaluska1


Frase atual…

charlie-chaplin

"Eu continuo a ser uma coisa só: um palhaço, o que me coloca em nível mais alto do que o de qualquer político."

Charles Chaplin


Dança lenta…

Photo by Willyam Bradberry

Não somos nem bons nem maus:
somos tristes. Plantados entre chão
e estrelas, lutamos com sangue,
pedras e paus, sonho
e arte.

Nem vida nem morte:
somos lúcida vertigem,
glória e danação. Somos gente:
dura tarefa.
Com sorte, aqui e ali a ternura
faz parte.

Lia Luft


Presença…

flower018

É preciso que a saudade desenhe tuas linhas perfeitas,
teu perfil exato e que, apenas, levemente, o vento
das horas ponha um frêmito em teus cabelos…
É preciso que a tua ausência trescale
sutilmente, no ar, a trevo machucado,
as folhas de alecrim desde há muito guardadas
não se sabe por quem nalgum móvel antigo…
Mas é preciso, também, que seja como abrir uma janela
e respirar-te, azul e luminosa, no ar.
É preciso a saudade para eu sentir
como sinto – em mim – a presença misteriosa da vida…
Mas quando surges és tão outra e múltipla e imprevista
que nunca te pareces com o teu retrato…
E eu tenho de fechar meus olhos para ver-te.

Mario Quintana


O vento sopra lá fora…

JoseCanelas2

O vento sopra lá fora.
Faz-me mais sozinho, e agora
Porque não choro, ele chora.
É um som abstracto e fundo. 
Vem do fim vago do mundo. 
Seu sentido é ser profundo.

Diz-me que nada há em tudo. 
Que a virtude não é escudo 
E que o melhor é ser mudo.

Fernando Pessoa


Retratos de Mulher: Marilyn Monroe – 2

Marilyn2Marilyn-54Marilyn23marilynMonroe2

36123MarilynMM (2)MysteryMM


ben-heine

BEN HEINE


renato-casaro-1

RENATO CASARO



O que alguém disse…

photo_1024x768
"Refugia-te na Arte" diz-me Alguém
"Eleva-te num vôo espiritual,
Esquece o teu amor, ri do teu mal,
Olhando-te a ti própria com desdém.

Só é grande e perfeito o que nos vem
Do que em nós é Divino e imortal!
Cega de luz e tonta de ideal
Busca em ti a Verdade e em mais ninguém!"

No poente doirado como a chama
Estas palavras morrem… E n’Aquele
Que é triste, como eu, fico a pensar…

O poente tem alma: sente e ama!
E, porque o sol é cor dos olhos d’Ele,
Eu fico olhando o sol, a soluçar…

Florbela Espanca

Foto: Antonio Baptista Junior


O homem e o mar…

photo (4)_1024x768

Homem livre, hás de sempre amar o mar,
O mar é teu espelho e contemplas a mágoa
Da alma no desdobrar infindo de sua água,
E nem teu ser é menos acre ao se abismar.

Apraz-te mergulhar em tua própria imagem;
O olhar o beija e o braço o abraça, e o coração
No seu próprio rumor encontra distração,
Ao ruído desta queixa indômita e selvagem.

Mas ambos sempre sois tenebrosos e discretos:
Homem, ninguém sondou teus fundos abismos,
Mar, ninguém viu jamais teus tesouros íntimos,
Porque muito sabeis guardá-los secretos!

Porém passados são séculos inumeráveis
Sem que remorso ou pena a vossa luta corte,
De tal modo quereis a crueldade e a morte,
Ó eternos rivais, ó irmãos implacáveis!

Charles Baudelaire

Fotografia: Antonio Baptista Junior



Temas da Pintura: Uma mantilha…

GALERIA ESPANHOLAS – 2

apperley_nGROSSO,_Alfonso_(1893-1983)

GEORGE APPERLEY                                                                                ALFONSO GROSSO


carlos_vazquez73050346_John_Bagnold_Burgess

CARLOS VASQUEZ                                                                                       JOHN BAGNOLD BURGESS


romero-de-torresjoseMongrellYTorrent_the_maja

JULIO ROMERO DE TORRES                                                            JOSE MONGRELL Y TORRENT


Isabel-de-Porcel-1804-05-GOYADiego Velasquez (2)

FRANCISCO DE GOYA                                                                                                              DIEGO VELASQUEZ


RamonCasasICarbó (2)CEBarnes

RAMON CASAS                                                                                           CHARLES EDWARD BARNES


joseCruzHerreraM.Hutchinsky

JOSE CRUZ HERRERA                                                                                   M. HUTCHINSKY


RichardGeorgFalkenbergCasimiroSainzySaiz2

RICHARD GEORG FALKENBERG                                                                           CASIMIRO SAINZ Y SAIZ


FOTOS VINTAGE

spanish009spanish016A


318

REGINA MENDONÇA



Os “garotos” de Liverpool: The Beatles

GALERIA – THE BEATLES

Beatle_faces

PAUL MC CARTNEY, JOHN LENNON, GEORGE HARRISON E RINGO STARR

BE061229

05beatles

07beatles26beatles13beatlesU1412597B

Paul Mc Cartney – John Lennon



Verso avulso…

PauloSantos1

…O luar é a luz do sol que está dormindo…

Mario Quintana


O amor antigo…

postcard

O amor antigo vive de si mesmo,
não de cultivo alheio ou de presença.
Nada exige, nem pede. Nada espera,
mas do destino vão nega a sentença.

O amor antigo tem raízes fundas,
feitas de sofrimento e de beleza.
Por aquelas mergulha no infinito,
e por estas suplanta a natureza.

Se em toda parte o tempo desmorona
aquilo que foi grande e deslumbrante,
o antigo amor, porém, nunca fenece
e a cada dia surge mais amante.

Mais ardente, mas pobre de esperança.
Mais triste? Não. Ele venceu a dor,
e resplandece no seu canto obscuro,
tanto mais velho quanto mais amor.

Carlos Drummond de Andrade


Poesia: A uma senhora que me pediu versos…

 

portrait008

Pensa em ti mesma, acharás
Melhor poesia,
Viveza, graça, alegria,
Doçura e paz.

Se já dei flores um dia,
Quando rapaz,
As que ora dou têm assaz
Melancolia.

Uma só das horas tuas
Valem um mês
Das almas já ressequidas.

Os sóis e as luas
Creio bem que Deus os fez
Para outras vidas.

Machado de Assis


Renova-te…

 

KrisLewis (3)

Renova-te.

Renasce em ti mesmo.
Multiplica os teus olhos, para verem mais.
Multiplica-se os teus braços para semeares tudo.
Destrói os olhos que tiverem visto.
Cria outros, para as visões novas.
Destrói os braços que tiverem semeado,
Para se esquecerem de colher.
Sê sempre o mesmo.
Sempre outro. Mas sempre alto.
Sempre longe.
E dentro de tudo.

Cecília Meireles


Mar…

floripa-Sambaqui_1024x575

“HOMEM LIVRE, TU SEMPRE GOSTARÁS DO MAR”.

Charles Baudelaire

Foto: Pedro Mendonça



Vintage: Deu praia…

postalantigo2praia3postalantigo3postalantigo5praia



O gênio da humanidade

halopes

Sou eu quem assiste às lutas,
Que dentro d´alma se dão,
Quem sonda todas as grutas
Profundas do coração:
Quis ver dos céus o segredo;
Rebelde, sobre um rochedo
Cravado, fui Prometeu;
Tive sede do infinito,
Gênio, feliz ou maldito,
A Humanidade sou eu.

Ergo o braço, aceno aos ares,
E o céu se azulando vai;
Estendo a mão sobre os mares,
E os mares dizem: passai!…
Satisfazendo ao anelo
Do bom, do grande e do belo,
Todas as formas tomei:
Com Homero fui poeta,
Com Isaías profeta,
Com Alexandre fui rei.

Ouvi-me: venho de longe,
Sou guerreiro e sou pastor;
As minhas barbas de monge
Têm seis mil anos de dor:
Entrei por todas as portas
Das grandes cidades mortas,
Aos bafos do meu corcel,
E ainda sinto os ressábios
Dos beijos que dei nos lábios
Da prostituta Babel.

E vi Pentapólis nua,
Que não corava de mim,
Dizendo ao sol: eu sou tua,
Beija-me… Queima-me assim!
E dentro havia risadas
De cinco irmãs abraçadas
Em voluptuoso furor…
Ânsias de febre e loucura,
Chiando em polpas de alvura,
Lábios em brasas de amor!…

Travei-me em lutas imensas,
Por vezes, cansado e nu,
Gritei ao céu: em que pensas?
Ao mar: de que choras tu?
Caminho… e tudo que faço
Derramo sobre o regaço
Da história, que é minha irmã:
Chamem-me Byron ou Goethe,
Na fronte do meu ginete
Brilha a estrela da manhã.

E no meu canto solene
Vibra a ira do Senhor:
Na vida, nesse perene
Crepúsculo interior,
O ímpio diz: anoitece!
O justo diz: amanhece!
Vão ambos na sua fé…
E às tempestades que abalam
As crenças d´alma, que estalam,
Só eu resisto de pé!…

De Deus ao imenso ouvido
A Humanidade é um tropel,
E a natureza um ruído
Das abelhas com seu mel,
Das flores com seu orvalho,
Dos moços com seu trabalho
De santa e nobre ambição,
De pensamentos que voam,
De gritos d´alma, que ecoam
No fundo do coração!..
(Tobias Barreto)



Um pedacinho de terra, perdido no mar !…

Rancho de Amor à Ilha

Composição: Cláudio Alvim Barbosa (poeta Zininho)

“Um pedacinho de terra,
perdido no mar!…
Num pedacinho de terra,
beleza sem par…
Jamais a natureza
reuniu tanta beleza
jamais algum poeta
teve tanto pra cantar!

Num pedacinho de terra
belezas sem par!
Ilha da moça faceira,
da velha rendeira tradicional
Ilha da velha figueira
onde em tarde fagueira
vou ler meu jornal.

Tua lagoa formosa
ternura de rosa
poema ao luar,
cristal onde a lua vaidosa
sestrosa, dengosa
vem se espelhar…”

DSC01615_640x480

Coqueiros – Florianópolis


PARABÉNS, FLORIPA !


 


Retratos de uma mulher: Elizabeth Taylor

liz-telizabeth-taylorET-2-lizElisabethTaylor

LizElizabethTaylorVIPs

MysteryLizTaylorTaylor, Elizabeth (Rhapsody)_01

Elizabeth "Liz" Rosemond Taylor (Londres, Inglaterra, 27 de fevereiro de 1932 — Los Angeles, EUA, 23 de março de 2011)



Retratos de uma mulher: Bette Davis

bette davis. 009bettyDavis2Bette Davis 147BettyDavisbettyDavis1

bette_davisbette-davis-a

bette-davis-15



Sol posto…

9

Sol posto. O sino ao longe dá Trindades
Nas ravinas do monte andam cantando
As cigarras dolentes… E saudades
Nos atalhos parecem dormitando…

É esta a hora em que a suave imagem
Do bem que já foi nosso nos tortura
O coração no peito, em que a paisagem
Nos faz chorar de dor e d’amargura…

É a hora também em que cantando
As andorinhas vão p’lo meio das ruas
Para os ninhos, contentes, chilreando…

Quem me dera também, amor, que fosse
Esta a hora de todas a mais doce
Em que eu unisse as minhas mãos às tuas!…

Florbela Espanca


Retratos de uma mulher: Romy Schneider

romy2

romy-schneider_Romy_Schneider_17

romy_schneider_gallery_1romy

romy-7-romy_1956_sissi2romy-sromy-54

ROMY SCHNEIDER – BIOGRAFIA