Revista Virtual de Artes, com ênfase na pintura do século XIX

Música na pintura – 3

a_false_note-hermann-kern

HERMANN KERN


ArthurHughesAChristmasCarolatBrackenDene

ARTHUR HUGHES


arthur-hacker-musicienne-du-silence-

ARTHUR HACKER


Wagner_Fritz_A_Musical_Interlude

FRITZ WAGNER


ElihuVedder2

ELIHU VEDDER


JULIUS-SCHMID-a-schubert-evening-in-a-vienna-salon

JULIUS SCHMID


eugenio-zampighi--rr9

EUGENIO ZAMPIGHI


re

Instrumento

A cana agreste ou a harpa de ouro
permitem que alguém acorde
com brando pulso ou leve sopro.

Têm memória de água e vento
e – além dos mundos desvairados –
do silêncio, o etéreo silêncio!

Seus poderes de eternidade
tornam imenso e inesquecível
o som mais transitório e suave.

Chega-te concentrado e cauto,
que o universo inteiro te escuta!
Frase inútil, suspiro falso

vibram tão poderosamente
que a mão pára, o lábio emudece,
com medo do seu próprio engano.

E o eco sem perdões o repete
para um ouvinte sobre humano.

Cecília Meireles


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s